IPCtba
   

Com alegria no Espírito

O primeiro efeito do Evangelho no crente é a habitação do Espírito, com o qual fomos selados (Efésios 1.11); era a promessa (Joel 2.28-29), que se cumpriu (Atos 2.1-4). 

O Espírito foi enviado da parte do Pai, em nome do Filho (João 14.26), para convencer o mundo do pecado, da justiça e do juízo (João 16.8). Também, consoante a Igreja, é o Espírito Santo quem nos integra ao Corpo (I Coríntios 12.13), e nos habilita com dons espirituais, para o serviço do Reino (I Coríntios 12.8-11). É o Espírito que nos plenifica da presença divina, expressa por meio da linguagem do louvor, da vida de gratidão, e do vínculo que mantemos uns com os outros (Efésios 5.18-21). 

Como nos achamos em tempos de celebração, a qual deve ser provada num ambiente de saudável alegria, ressaltamos o ministério do Espírito neste particular. Lemos em Romanos 14.17 que "o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo". A mensagem de Jesus foi sempre de arrependimento e fé porque o Reino se avizinhava (Marcos 1.15), e, de fato, o Reino foi confirmado com a obra vicária de Cristo. Por isso, o Apóstolo declara que o "Reino é", ou seja, ele já está se realizando. Aguardamos a sua plenitude, mas a sua instauração já se deu, e uma de suas característica é a "alegria no Espírito Santo"

Alegria da Salvação. A salvação é obra divina em nós, que resgata, que restaura, que infunde esperança, que gera perdão, que manifesta profundo amor. Ela tem início no decreto eterno de Deus, se consolida na história com o advento de Cristo, e se concretizará na glória celestial. No tempo presente, somos suscetíveis de muitos enganos e pecados, que sombreiam a nossa salvação, produzindo expressiva tristeza. Porém, a presença do Espírito em nós é a garantia de nossa salvação, e podemos orar como o salmista: "Restitui-me a alegria da tua salvação" (Salmo 51.12). 

É notável no Salmo de arrependimento de Davi a conexão entre a restituição da alegria da salvação e a presença do Espírito, garantidor da mesma; assim ele ora: "Não me repulses da tua presença, nem me retires o teu Santo Espírito" (Salmo 51.11). Por mais graves que tenham sido os pecados do rei, a presença de Deus pelo Espírito não o deixaria, e lhe proporcionaria o retorno da verdadeira alegria. 

Alegria da Adoração. Volvemos a nossa atenção para outro Salmo davídico: "Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor" (Salmo 122.1). O regozijo de se dirigir à Casa de Deus está em consonância com o Salmo 84, de autoria dos filhos de Coré, que declara: "Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvam-te perpetuamente"

Cultuar a Deus não é peso, adorar ao Senhor não é mera obrigação, louvar o seu Nome não é descargo de consciência, é aprazível, é vital, é expressão de alegria. O canto do hino, a oração proferida, a atenção à Palavra de Deus, tudo vem ao encontro de nossas mais profundas necessidades, que, uma vez satisfeitas, produz abençoado regozijo. 

Alegria da Comunhão. Um cântico relativamente antigo assim entoa: "Quando estou com o povo de Deus eu sinto a maior alegria. Quando estou com o povo de Deus eu sinto a real harmonia. Que prazer ver o povo de Deus louvando, tendo assim um lugar todo santo. Quando estou com o povo de Deus eu sinto a maior das alegrias!" 

O primeiro relatório eclesiástico de que se tem notícia nos dá conta que, entre outras coisas, a Igreja estava reunida "com alegria e singeleza de coração" (Atos 2.46). O encontro do povo de Deus é lugar de santa alegria, estar com a grei santa deve evocar em nós um prazer inenarrável. 

Não importam as circunstâncias, temos motivos sobejos para a alegria, para nos gloriarmos, especialmente "porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado"(Romanos 5.5). Há muito o que celebrar, e celebrar com alegria no Espírito. 

Rev. Juarez Marcondes Filho


Localização

R. Comendador Araújo, 343
80420-000 - Curitiba-PR

Contato

  +55 (41) 3224-0302
Gabinete Pastoral: das 9h às 17h
Secretaria da igreja: das 7h às 19h

Domingos

Culto às 9h no Templo
Escola Dominical às 10h
Culto às 11h no Espaço de Adoração
Culto às 19h no Espaço de Adoração

Acesse também

Oxigênio Evangelismo e Arte
Rábio IPB Rádio IPB
De coração a coração De Coração a Coração
ACP Associação Comunitária
Presbiteriana

Revista Identidade Cristã

Revista Identidade Cristã