IPCtba
IPC Facebook Mensagens Mensagens Anteriores

O preço da Graça

Tudo tem o seu preço. Recomenda-se procurar muito antes de comprar, sempre é possível encontrar um preço mais em conta. Nem tudo que é caro, necessariamente é melhor; existe a máxima "bom e barato". Mas quando estamos cuidando da fé e da vida não há como pechinchar. O preço é muito elevado, o custo extremamente alto. 

A graça não é de graça. O homem não paga nada para recebê-la, até porque não teria condições de fazê-lo. Além do que, se o homem pudesse comprá-la, automaticamente ela deixaria de ser graça, tornando-se uma obrigação divina. Mas ela é favor divinal, e da perspectiva humana é impossível custeá-la. 

Some-se a isto, o fato de não ser tolerável qualquer tipo de barganha com Deus. O Altíssimo não se deixa levar por estes ardis humanos, nem se ilude por tal expediente. Ele conhece nossos corações, bem sabe as nossas intenções 

Mas a graça tem um preço, e muito elevado. A Palavra de Deus afirma que a humanidade “foi comprada por preço” (I Coríntios 6.20), e a moeda corrente para esta aquisição foi o sacrifício de Cristo, “o precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo” (I Pedro 1.19), vertido na cruz do Calvário. 

O pagamento teve início bem antes do clímax no Gólgota. Para Cristo, a cruz começou desde a sua encarnação, afinal, ele teve que se desvestir de sua majestade e glória e fazer-se homem, em toda a sua peculiar limitação. "Ele foi tentado em todas as coisas, à nossa semelhança" (Hebreus 4.15). Mesmo não tendo pecado, não deixou de ser tentado (Mateus 4.1-11). 

A responsabilidade de Cristo concernente à salvação dos homens começou com seu esvaziamento (Filipenses 2.7). A seguir, Cristo viveu a humanidade em toda a sua plenitude, apresentando-se numa condição de profunda humildade (Filipenses 2.8). 

Contrariando expectativas, Cristo não ocupou os postos de comando que lhe garantiriam uma considerável exposição e notoriedade. Seus irmãos sugeriram que ele buscasse estar mais tempo nos grandes centros, argumentando que“ninguém há que procure ser conhecido e, contudo, realize os seus feitos em oculto” (João 7.7). 

No entanto, Jesus, preferiu seguir para a Festa dos Tabernáculos em Jerusalém “não publicamente, mas em oculto”(João 7.10). Seu ministério foi realizado por mais tempo na Província da Galiléia, lugar distante e esquecido da maioria. Era o seu modo de revelar a cruz, de pagar o preço da graça. 

Cristo esvaziou-se quando da encarnação, e ao longo de seu ministério terreno demonstrou modéstia e simplicidade. Tudo isto corroborou para o enfrentamento máximo em prol da salvação dos homens, que foi a sua morte, e morte de cruz. O episódio do Calvário não foi encenação. Cristo assumiu integralmente a humanidade e foi nesta condição que enfrentou a cruz. 

Sem olvidar de sua plena divindade, precisamos reconhecer que a dor moral e física que Cristo padeceu foi verdadeira. Ninguém sofreu mais do que Jesus. E foi pelos homens que ele sofreu. A Palavra de Deus ensina que “ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si” (Isaías 53.4). 

Um custo muito elevado, um fardo muito pesado, que não poderíamos suportar. Daí o convite da graça: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei" (Mateus 11.28). 

Não se pode desprezar a graça, ou torná-la barata. Ela teve um alto preço, e o único capaz de pagá-lo foi Cristo. Cabe ao homem recebê-la como um dom, como um presente, e desfrutar de todos os seus benefícios, compreendendo quão imenso é o amor de Deus para conosco. 


Rev. Juarez Marcondes Filho


Localização

R. Comendador Araújo, 343
80420-000 - Curitiba-PR

Contato

  +55 (41) 3224-0302
(urgências): (41) 9989-4135
Gabinete Pastoral: das 9h às 17h
Secretaria da igreja: das 7h às 19h

Domingos

Culto às 9h no Templo
Escola Dominical às 10h
Culto às 11h no Espaço de Adoração
Culto às 19h no Espaço de Adoração

Acesse também

Oxigênio Evangelismo e Arte
Rábio IPB Rádio IPB
De coração a coração De Coração a Coração
ACP Associação Comunitária
Presbiteriana

Revista Identidade Cristã

Revista Identidade Cristã